Páginas

terça-feira, 12 de outubro de 2010

controle total da net

Edu Dallarte

Controle totalitário na internet: Obama pressiona ISP’s para censurar web sites





2010-10-10 00:04

Tradução: Rafael Castelli Muniz

O Czar da administração de Obama para IP (Produtos Internacionais), Victoria Espinel, foi a reuniões de holdings, registradores, processadores de pagamentos e outros a fim de restringir o acesso a websites dedicados a transgredir atividades. Entretanto, como nós documentamos, o governo julga tal infração para incluir as opiniões políticas que são contrárias ao estado, deixando a porta aberta para a censura estatal do livre discurso na internet. Espinel, coordenador da aplicação da propriedade intelectual da Casa Branca, visa criar um relacionamento especial entre o governo e as companhias da internet com ordem de harmonizar os esforços da aplicação da lei nos âmbitos federal, estado e nos níveis locais e reforça a cooperação com o setor privado.

Quando a reunião for cuidadosamente focada na paralisação de websites que vendem produtos farmacêuticos do mercado cinza, se os registradores começam a aderir à censura seguindo a ordem do governo, será como se nós de certa forma já estejamos num regime de censura no estilo COICA (Combate Online de Infrações e Falsificações de Moedas). ICANN, que controla o Sistema de Nomes de Domínios da internet foi chamado para assistir à reunião, mas sentiu que não era apropriado assistir relatório do Datamation. A reunião se deu para lubrificar os patins do controle governamental da internet como parte de um plano alternativo, caso as contas cada vez mais impopulares de Segurança Cibernética e da COICA caiam pelo caminho.

A COICA, estabelece um trajeto para que o Departamento da Justiça tome providências contra os websites ligados ao índice ilegal de vendas, incluindo a inclinação em provedores de internet, os registradores, os processadores de pagamentos e outros jogadores da internet para negar serviços aos locais de ofensa.

Entretanto, como nós havíamos documentado, o material que o Departamento considera ilegal e mesmo uma potencial bandeira vermelha para o terrorismo inclui a literatura da Festa do Chá postada em boletins públicos, assim como cópias do pôster do Palhaço Obama.

De acordo com um memorando recentemente liberado pelo Departamento de Auxílio à Justiça, uma parte do Departamento, literatura extremista inclui “exposições políticas ou religiosas, ou qualquer coisa relativa ao aborto. O memorando também adverte contra as livrarias radicais

Se o Departamento de Justiça considera ser tal material uma bandeira vermelha para o terrorismo, que dirá ilegal na internet, e é sábio muni-lo de ferramentas para silenciar eficazmente o discurso livre político baseado em suas próprias definições do que constitui o índice extremista?

Além disso, o esforço de Espinel para harmonizar a ação entre os ISP’s e a aplicação da lei toma uma nova dimensão quando nós consideramos o fato de que as autoridades federal e estadual estão considerando a implementação da tecnologia que varre postagens e e-mails da internet para indicar, julgar e expor o ressentimento ao governo, passando então a informação às autoridades relevantes para medidas de fiscalização do terrorista.

Nós já vimos que os websites poderão ser alvo do sistema desde março, quando, coincidindo com a liberação da administração de Obama da Iniciativa de Segurança Cibernética Nacional Detalhada, um plano do governo para assegurar (ou controlar) as redes de informática do setor público e privado da nação, Democratas tentaram acusar que o website The Drudge Report estava transmitindo malware, conforme descrito pelo senador Jim Inhofe como um estratagema para desestimular povos de acessar o Drudge.

Grupos de direitos digitais como o Electronic Frontier Foundation (Fundação de Fronteiras Eletrônicas) e o Public Knowledge (Conhecimento Público) têm expressado interesse sobre como a lei da COICA oferece apenas uma definição nebulosa do que constitui m site transgressor, abrindo para que o governo derrube seus adversários políticos no mais frágil dos pretextos.

A administração de Obama parece determinada a alcançar um cerco do domínio na internet como for possível. A motivação verdadeira por trás disso foi revelada quando o Senador Joe Lieberman, um apoiador chave da lei de segurança cibernética que entrega a Obama o poder desligar partes da internet por meses sem a intervenção do congresso, disse Candy Crowley da CNN que a intenção final era imitar o sistema comunista chinês de policiamento da internet.

Notícias RecentesAgora mesmo na China, o governo, pode desconectar partes da internet em caso de guerra e nós precisamos ter isso aqui também, disse Lieberman a Crowley.

Paul Joseph Watson é editor e escritor para o Prision Planet.com. É o autor de Order Out Of Chaos. Watson é também um anfitrião do The Alex Jones Show. Watson foi entrevistado por muitas publicações e shows radiofônicos, incluindo Vanity Fair e Coast to Coast AM, a rádio mais ouvida na América durante a madrugada.

Fonte: www.infowars.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...